Relógio Coimbra do Mondego

Relógios de pulso em movimento japonês, 3 ATM, isentos de níquel, caixa posterior em aço inoxidável e caixa acrílica. A cartonagem com memória descritiva do tema do relógio encontra-se em português, espanhol, inglês e francês. 2 anos de garantia.

Prod.: Relógio Coimbra do Mondego

24,95 €

Encontre uma loja
Fields marked with an * are required

Diga-nos onde está…

REF: 10118 Categoria:

Como seria esta cidade sem rio? Coimbra não era com certeza.

Porque não haveria hortas, nem campos. Nem a cobiça dos homens que duramente a conquistaram e a povoaram.

Não haveria o Conde Sisnando. A Rainha Santa não teria feito da cidade mansão celeste no seu Convento de Santa Clara, Inês de Castro não teria pousado na Quinta que é chamada de suas Lágrimas e a mais linda história de amor contada em português não existiria.

Não haveria o amor dos estudantes, António Nobre ficaria sem a Torre de Anto. O Choupal e o Penedo da Saudade não conheceriam o sabor de um beijo às escondidas. Ai! Coimbra!…

Coimbra teria que existir para que os doutores continuem a cantá-la nos seus fados.

A Universidade foi eleita Património Mundial da Humanidade em Junho de 2013.

Lá dentro estão todos os saberes! E o que nós vemos são os Colégios antigos onde os doutores se formavam em Leis, em Letras, em Filosofia ou Teologia.

Lembra a aventura dos reis (D, Dinis e D. João III), ou de ministros de reis (Marquês de Pombal) que edificaram esse corpo gigantesco onde nos surpreendem recantos cuja beleza, nobreza, caracter e tempo se cristalizam. E transpõe-se com emoção a Porta Férrea, olha-se a Torre. Fechando depois os olhos sobre o soar de um sino, entra-se na capela áulica onde se pediram milagres, na Biblioteca Joanina onde a patine do tempo pousa na lombada de livros com letras douradas. (In “Lugares a visitar em Portugal” Seleções do Reader’s Digest.)

Este relógio representa uma homenagem a esta cidade de encantos.

Peso83 g