Leque Azulejo Séc. XVII Camélia

Pormenor de um painel de azulejos do séc. XVII designado por Camélia ou Japoneira.

Os séculos XVII e XVIII são considerados o período áureo da azulejaria portuguesa.

Prod.: Leque Azulejo Séc. XVII Camélia

12,00 €

Encontre uma loja
Fields marked with an * are required

Diga-nos onde está…

REF: 30302 Categoria: Colecções: .

Frequente na azulejaria de padrão do século XVII, este motivo foi denominado por Santos Simões como “Camélia”, flor que deve o seu nome ao padre jesuíta Camelli e que foi conhecida como rosa da China ou rosa do Japão. Sendo, na verdade, de proveniência oriental, a fonte iconográfica deste motivo é a peónia, flor cuja representação foi veiculada na Europa pela porcelana chinesa do século XVI.

A sua presença no azulejo português deve-se ao facto de esta flor ter sido confundida com uma rosa, razão porque não era vista como apenas mais um elemento decorativo, mas sobretudo simbólico. Com efeito, quando colocada em espaços religiosos dedicados a Nossa Senhora, a rosa simbolizava a ideia de pureza e virgindade, facto confirmado pela proveniência destes azulejos – o antigo convento de Nossa Senhora da Esperança, em Lisboa.
(in Museu do Azulejo)

Características: Leque em madeira de pereira polida com impressão em tela de seda artificial. Quando aberto, as suas dimensões são de 43 x 23 cm, tem 24 varetas e apresenta-se numa bolsa plástica.

A marca Terra Lusa apresenta várias coleções de produtos onde cada referência é um tributo ao Património Cultural de Portugal: relógios, leques, eco sacos, mini guarda-chuvas, caixas de óculos, panos microfibra e capas ajustáveis para livros, todos divididos em temáticas com raízes em elementos tipicamente portugueses.
800 Anos de História, Cultura e Tradição que inspiraram a conceção das várias peças em que a tecnologia de qualidade se alia ao design contemporâneo.

Peso64 g